Vantagens de Contratar VIVO FIBRA

Existem diferentes tipos de serviço de conexão com a Internet, mas, as principais são via rádio, via satélite e via fibra óptica. Dos tipos existentes, a melhor de todas, sem sombra de dúvidas, é aquela que usa fibra óptica. A vivo oferece a melhor opção nesse formato de internet, a Vivo Fibra.

Quer conhecer as vantagens de contratar a Vivo Fibra? Então continue lendo esse artigo para aprender mais sobre esse serviço!

O que é a Vivo Fibra?

A Vivo Fibra é o serviço de Internet banda larga e também TV por assinatura da Vivo. A Vivo oferece essa modalidade de produto, providenciando desde a fiação externa da instalação, até alcançar o cabeamento das casas que adquiram um plano com ela.

Ela utiliza a fibra ótica, que é essencialmente uma estrutura de vidro com formato cilíndrico, além de possuir uma aparência transparente e bastante flexível, tão fina quanto um fio de cabelo.

O sinal transmitido através da fibra ótica ocorre por intermédio de raios laser que percorrem toda a extensão do cabo. A capacidade de transmissão desse material pode atingir a impressionante marca de 1 milhão de vezes maior que as demais categorias de cabos.

As possibilidades de velocidade oscilam entre 50 e 200 MB para download e 100 MB para upload.

As principais vantagens da Vivo Fibra

Te mostraremos agora algumas das principais vantagens da Vivo Fibra:

  • Maior velocidade

A velocidade da Vivo Fibra é muito maior do que os métodos convencionais de conexão. O sinal transmitido via fibra se transforma em luz, fazendo assim com que o sinal viaje a uma velocidade bastante próxima a da luz, assegurando que ela seja ultrarrápida. Essa alta velocidade vale tanto para o recebimento quanto para o envio de dados.

  • Maior estabilidade de conexão

Outra excelente vantagem da Vivo Fibra é a enorme estabilidade da conexão. O material é muito menos vulnerável a momentos de instabilidade, falhas, intempéries e coisas do gênero. Com isso, o usuário pode fazer simplesmente o que quiser, como ouvir músicas, ver filmes via streaming, jogar online e sua internet não trava, nem falha ou cai.

  • Diferentes tamanhos de pacotes para todos os bolsos

Se você quer uma internet de qualidade, mas não deseja ou pode investir tantos recursos por causa disso, não se preocupe! A Vivo Fibra oferece variados pacotes, cada qual com uma opção de velocidade distinta e um valor diferente.

Quanto maior a velocidade a ser contratada, maior o valor do pacote. Contudo, mesmo a opção de menor valor já apresenta uma rapidez muito maior que a Internet tradicional ligada por cabos.

  • Grau de satisfação dos clientes

Se você fizer uma breve pesquisa, irá descobrir que a Vivo Fibra apresenta um maior grau de satisfação entre seus clientes do que as demais operadoras, isso pelas vantagens citadas a cima.

Contratando os serviços da Vivo Fibra

Definitivamente vale muito a pena adquirir os serviços da Vivo Fibra. Esse é um produto incrivelmente vantajoso, que faz toda a diferença para os seus usuários, sejam eles usuários domésticos ou usuários corporativos. Entre em contato com a empresa e conheça melhor os planos e pacotes da Vivo Fibra.

Como escolher o travesseiro ideal para você

Com o estresse presente na vida de todos diariamente o mínimo que podemos exigir é uma boa noite de sono. Para isso é essencial que o colchão e o travesseiro sejam adequados para o tipo de corpo e costume de cada um, caso contrário o cansaço e as dores no corpo serão inevitáveis.

As pessoas, no entanto costumam dar mais importância para o colchão do que para o travesseiro, sendo os dois de igual importância se tratando de uma boa noite de sono.

Mas para que serve o travesseiro? Para compensar os vãos gerados na hora de dormir, evitando que o peso da cabeça force a coluna cervical e a musculatura os mantendo alinhados e facilitando a circulação do sangue por todo o corpo.

Para não errar na escolha de seu travesseiro atente-se a alguns detalhes:

  • O travesseiro deve ter densidade suficiente para que a cabeça não afunde
  • Na posição que você costuma dormir o travesseiro deve ajudar a manter sua cabeça e coluna alinhados
  • Para quem dorme de lado, o travesseiro deve ser alto para compensar o vão entre cabeça e ombros
  • Para quem dorme de barriga para cima o travesseiro deve ser fino para compensar o espaço entre a nuca e o colchão
  • Travesseiro de espuma tende a diminuir de tamanho com o passar do tempo e deve ser muito bem cuidado para não provocar alergias, no entanto não pode ser lavado
  • Travesseiro de penas costuma a juntar as penas de um lado apenas, causando desconforto na hora de dormir. Deve-se ajeitar o travesseiro todos os dias para que isso não ocorra
  • Travesseiro de plumas de ganso é bem macio e dificilmente permite deformação. No entanto é um dos maiores provocadores de alergia
  • Travesseiro de algodão é ideal para épocas mais quentes por esquentar menos e também para pessoas alérgicas por não soltar fiapos
  • Travesseiro de látex é o que mais demora a afundar a cabeça, no entanto é o que melhor alinha o corpo deixando-o na posição correta. É também o mais indicado para alérgicos e pode ser lavado a mão
  • Travesseiro de visco-elástico é o mesmo material em que é feito artigos para astronautas e é um dos mais indicados pelos ortopedistas pelo seu conforto e por não deformar
  • Na verdade o que mais importa no travesseiro é a altura, que não pode deixar a cabeça caída ou muito elevada
  • Prove o travesseiro para comprovar a altura na loja antes de comprar, caso não tenha, teste na parede mesmo
  • Travesseiro de tamanho errado pode provocar: cansaço, dores no corpo, enxaqueca, insônia, má circulação do sangue, náusea, refluxo, sono leve, tontura, torcicolo entre outros

Como acelerar metabolismo lento

Os nossos corpos não estão habituados a comer tão poucas vezes (3 refeições por dia) – isto retarda o nosso metabolismo porque o corpo é levado a pensar que vai ter acesso a menos alimentos (refeições mais frequentes mas menores quantidades) e queima consequentemente menos calorias durante o dia para armazenar energia.

Cada refeição atual é “mais forte” – isto é, comemos mais em cada refeição (mesmo pensando que estamos a fazer menos refeições). Isto é interpretado pelos nossos físicos como uma medida de segurança – uma ordem para que armazenemos energia. Essencialmente, desde que começamos a comer “mais” por cada refeição e com menos refeições no total, os nossos corpos interpretaram isto como um sinal de que os alimentos já são escassos – deste modo fazem com que o nosso metabolismo queime menos calorias. Ou seja refeições maiores e mais espaçadas, podem fazer com que ganhe peso mesmo que pareça que está a comer muito pouco.

Os nossos corpos não estão habituados a comer dietas elevadas em hidratos de carbono – trata-se de uma transferência drástica relativamente à  dieta original em proteínas e gorduras (com poucos hidratos de carbono, excepto as frutas) e é interpretado por sua vez pelos nossos corpos como um sinal de que a nossa dieta “regular” não está disponível, pelo que os nossos metabolismos vão ter agora de ser reduzidos para uma velocidade mais lenta, a fim de conservar a “energia” até que possamos voltar à nossa dieta “normal”.

Quase que se pode dizer com isto, que esta mudança provocou no nosso metabolismo uma hibernação virtual!

Além disso, como os nossos níveis de atividade são hoje muito menores, não conseguimos “queimar” todo o conjunto de hidratos de carbono e as quantidades remanescentes vão-nos fazer aumentar vários quilos (mesmo que estejamos a consumir menos calorias do que é habitual).

Começando a se exercitar

Como a inatividade corporal não é uma estado natural – devemos exercitar-nos nem que seja por uma atividade ligeira -, pode levar a que o nosso metabolismo seja sobrecarregado e assim fazer com que

os corpos queimem mais calorias. Sem os mesmos níveis de atividade anterior (e como vivemos numa sociedade cada vez mais sedentarizada – o preço que pagamos pelo desenvolvimento tecnológico), queimamos menos calorias. Assim basicamente, os nossos metabolismos, por causa destas mudanças de hábitos alimentares, “estão a ser programados” para conservar as calorias. Ainda para mais a nossa falta da atividade física (desporto, exercício, trabalho manual, etc.) implica que estejamos a queimar muito menos calorias que ancestralmente.

Qualquer destes factos, poderiam ser controlados só por si. Se for pouco ativo pode provavelmente comer um pouco menos e mesmo assim controlar os danos, mas e se o seu metabolismo foi afetado seriamente pelas mudanças produzidas milenarmente nos hábitos alimentares, pelas dietas ricas em hidratos de carbono? Pode encarar seriamente a possibilidade de somente perder peso comendo menos (um processo que faça com que o seu metabolismo seja retardado mesmo a fundo e prejudique ainda mais o seu peso)?

O nosso metabolismo “tem sido forçado permanentemente” a conservar calorias, e os nossos hábitos alimentares são os culpados principais por via duma evolução social de milhares de anos. Esta é uma razão muito válida para justificar por que é recomendado o exercício como sendo o melhor método de perder peso – sem qualquer pressão externa no nosso metabolismo, não há mais nada nos nossos hábitos alimentares que possa retificar os desequilíbrios do nosso metabolismo, causados pelo desequilíbrio da equação basilar.

No artigo seguinte, falar-lhe-ei das etapas específicas que necessita percorrer para mudar os seus hábitos alimentares, recarregando o seu metabolismo de modo a que possa manter ou reduzir seu peso atual, quase sem se esforçar e à sua vontade. De facto, vou-lhe mostrar como perder peso de maneira segura fazendo apenas algumas pequenas mudanças no seu estilo de vida, tudo isto sem o obrigar sequer a fazer nenhum exercício.